jusbrasil.com.br
12 de Dezembro de 2018

A morte do jusbrasil?

Portal foi inundado por perfis fakes, os famosos MAVs petistas, que estão a destilar seu ódio político àqueles que se opõem à sua visão política e apoiam a prisão do ex-presidente Lula.

Texano ., Bacharel em Direito
Publicado por Texano .
há 7 meses

Incrível o que presenciei hoje no site. Após mais de uma semana afastado das leituras dos artigos, hoje retornei e ao me deparar com o artigo "Lula solto em dez dias" (https://mbg1990.jusbrasil.com.br/noticias/572157431/lula-solto-em-dez-dias?ref=feed), copiado da revista IstoÉ e colado aqui, finalmente constatei que estava certo no que já vinha dizendo há quase dois anos aqui mesmo no site: o sítio fora invadido por militantes políticos fanáticos, popularmente conhecidos como MAVs, os famosos "militantes em ambientes virtuais", prática corriqueira nos governos petistas que veio à tona mais atualmente após denúncias feitas pela rede BBC (http://www.bbc.com/portuguese/brasil-42172146).

Pois bem, no artigo supradescrito cujo tema central é a possível soltura de Lula, o recorde de comentários provavelmente foi batido. Mas isso não é nada que se possa comemorar, o que se vê naquele artigo lá é o retrato mais fiel da conjuntura política brasileira atual: pessoas destilando ódio gratuitamente, ofensas e adjetivos de todos os tipos àqueles que se mostram favoráveis à prisão de Lula. Estes mesmos que se autointitulam os defensores da democracia, inclusive estão incitando atos de violência contra os comentaristas do site. Em um dos comentários, o autor deseja que aquele que defende a prisão de Lula deve ser agredido com um pedaço de tábua no rosto. Esse comentário eu mesmo tive o prazer de denunciar à moderação do site (fiz um print do comentário, por segurança). Não faltaram ofensas a quem se mostrou favorável ao texto.

Estas mesmas pessoas que aqui incitam a violência deliberada contra opositores políticos, com a maior desfaçatez que se possa imaginar, dizem em outros comentários que defendem a democracia e bradam por "direitos" que a "elite quer tirar dos pobres". Ora, o mais primordial dos direitos, a liberdade, querem tolher. A censura, que tanto criticam, querem impor goela abaixo aqui no site.

É inadmissível que em um site onde o próprio nome faz-nos presumir que a dialética prevalece e que é composto por indivíduos suficientemente instruídos a ponto de conseguir viver pacificamente com a diversidade de ideias, esse grupo importune, ofenda e ameace as pessoas por discordarem de sua visão política. É o cúmulo. É a inversão da democracia: uma minoria querendo impor sua vontade sobre a maioria, e utilizando-se da força para isso.

Frequento o sítio há vários anos e quando surgiram ou surgem artigos copiados da carta capital, justificando, vermelho.org, blog o cafezinho e outros blogs petistas, nunca vejo e nem nunca vi estas pessoas falarem um ai que seja. E nem poderiam, já que quase a totalidade tem uma conta com no máximo 48 horas de vida no jusbrasil. Os que já estavam antes, nada falaram, mas o motivo disso é outro: tudo que é contra o PT é golpe, tudo a favor é válido. A demagogia é intrínseca à ideologia que propagam.

Vou além. Constatei, também, após visitas a praticamente todos os perfis que lá comentaram, que mais de 80% deles são fakes. Isso mesmo, fakes. Perfis criados hoje ou ontem, que não possuem uma mísera postagem ou curtida em comentários ou artigos diversos, somente nesse do Lula. Todos os comentários limitam-se a um intervalo de tempo de poucas horas. Fotos genéricas de internet, copia e cola dos jargões do PT como "golpe", "coxinhas", "fascistas", "processo sem provas", "Lula injustiçado pela elite", essas e outras muitas ofensas habituais aos opositores, enfim, o de sempre. Só não encontrei ainda a famosa "o impeachment foi um golpe obra da CIA".

A moderação deveria fazer um pente fino no site, certamente mais de 80% dos perfis que lá comentaram iriam parar na lata do lixo, junto com as baboseiras que li aqui hoje.

É lamentável que o site tenha tomado este rumo, o qual eu já havia relatado que iria acontecer há mais de dois anos atrás. Era nítido que o teor de alguns artigos e comentários demonstravam o que estava por vir. O rebanho dos peões, como o próprio Lula disse, não entende para que serve, apenas obedece de cabeça baixa e com o antolho no lugar.

A cegueira ideológica é lamentável. E não adianta vir destilar o ódio vermelho neste artigo caso ele venha a ser autorizado pela moderação. Quem vos escreve não dá a mínima para o que fanáticos petistas dizem. Espero que pelo menos esses daqui não tenham sido pagos com o nosso dinheiro suado de cada dia.

Vamos agir moderação, pois uma coisa é certa, se nada for feito, restarão apenas os fanáticos políticos por aqui, onde transformarão o ambiente em mais um recinto da confraria de aplausos mútuos, local esse onde discordar é proibido e só esquerdista pode frequentar. Os bons certamente irão embora.

O jusbrasil não merece isso.

23 Comentários

Faça um comentário construtivo para esse documento.

Não use muitas letras maiúsculas, isso denota "GRITAR" ;)

.... Vou além. Constatei, também, após visitas a praticamente todos os perfis que lá comentaram, que mais de 80% deles são fakes. Isso mesmo, fakes. Perfis criados hoje ou ontem, que não possuem uma mísera postagem ou curtida em comentários ou artigos diversos, somente nesse do Lula. Todos os comentários limitam-se a um intervalo de tempo de poucas horas...

Se aborreça não!
Nem vale a pena!
Gostei do seu desabafo e compreendo sua posição!
Um dia tratarei com os gestores do portal acerca deste assunto!
Não abandone o Jusbrasil, seja mais ativo, escreva artigos.
Vi que vc tem meros 7 textos publicados.
Escreva para o canal e tente mudar realidade!
Um abraço! continuar lendo

Penso o mesmo. O Jusbrasil não merece os comunistas. continuar lendo

De fato, o problema apontado pelo @williamasilva é grave, mas extremamente difícil de se controlar. Nenhuma plataforma do mundo resolveu isso, até hoje.

Aqui no Jusbrasil temos um nível bem melhor de debates e prezamos muito por isso, mas um ataque coordenado de MAVs, como vemos no artigo citado, não deixa muita margem para defesa, pois a maioria dos comentários possui conteúdo legítimo (exceto alguns que infringem a política de respeito e gentileza e que serão moderados, a partir dos reports de outros usuários).

O ponto é que, realmente, boa parte dos perfis parece fake. Mas investigar isso exigiria um recurso do qual não dispomos agora. Só podemos mesmo é contar com a ajuda dos próprios usuários, para que façam o contraponto que julgarem importante.

O curioso é que, pelo nosso algoritmo, quanto mais comentam e interagem, mais o artigo ganha destaque, então os tiros nesse sentido acabam saindo pela culatra. continuar lendo

@rafaelcosta Penso que a escrita de artigos poderia ser condicionado à um número da OAB, devidamente verificado. Isso deixaria os bacharéis autores fora, mas seria uma medida viável, no meu ponto de vista.

Ou então fazer alguma verificação via código (CPF, por exemplo). É fácil DEMAIS criar perfil no JusBrasil. Acredito que já existe o Facebook para aceitar todo tipo de postagem; não precisamos de outro sistema tão permissivo assim. Da maneira que se encontra vai ter receito de bolo no lugar dos artigos. continuar lendo

@eleniltonfreitas , como assim "deixar os bacharéis autores de fora"???? ô produção???? Onde fica a inclusão digital e o direito constitucional a liberdade de expressão???? Não generalize, pois existem muitos bacharéis que são mais competentes e qualificados que ALGUNS advogados. Todos tem o direito de participar, escrever seus artigos e textos, desde que de forma coerente e respeitosa, de modo que "deixar de fora" os bacharéis como o senhor sugeriu, seria o mesmo que continuar dividindo o país em direita e esquerda. Abraço continuar lendo

Não poderia externar melhor o sentimento da maioria dos brasileiros. Análise perfeita, coerente e didática.

O que você constatou é o modus operandi deles em tudo, mais ainda na WEB, são pombos enxadristas. Pensam que enganam outrem, mas só enganam sua própria turba.

São infelizes!

O Brasil não merece isso! continuar lendo